Como seria a minha vida sem você?

"Desculpem o transtorno, mas preciso falar da Leticia" e esse poderia ser claramente o título desse texto, sem dúvida alguma, mas ela é tão especial que merece algo exclusivo - ou quase.


Essa semana eu assisti seu filme favorito e eu chorei igual a um bebê, acredito que eu nunca tinha parado para prestar atenção nesse filme como ele realmente merece, com a atenção que você deu pra ele desde o começo. Uma história sobre amizade, amor, família e um draminha básico, afinal, quando não? Me encanta a sua sensibilidade para cada detalhe que ali está, desde o 84 do começo do filme até a musica em Holandês que toca no final. Ah! A ultima música do filme me fez pensar, como seria a minha vida sem você. 


"Dit is geen afscheid, want jij gaat niet weg. / Ik blijf je zien, ik blijf horen wat je zegt. / Ik neem je mee, want jij hoort bij mij. / In mijn gedachten, ben je heel dicht bij." 
(Kim-Lian - Dit Pakt Niemand Ons Meer Af)

(Isto não é um adeus, porque você não está indo embora./ Eu continuo a ver, eu continuo a ouvir o que você diz./ Vou levá-lo, porque você pertence a mim. / Na minha mente, você está muito perto.)

Na verdade, eu nem sei se teria vida sem você, mocinha. Eu não sei quem seria minha confidente, minha parceira, minha metade, não sei mesmo. Antes de você, eu lembro de poucas coisas. Lembro de brincar com o papai e a mamãe, lembro que meu quarto era maior (era só meu, né), lembro dos desenhos que eu assistia e que eu gostava de brincar com as minha bonecas e fazer teatro pra elas. Mas, apontando agora, tudo parece tão vazio sem você lá. 

Essa música me lembrou de como doeu, quando eu sai de casa e você ficou. Me fez lembrar da angustia que é ficar longe de você durante a semana e como o final de semana é pouco e mesmo que eu não demonstre como você merece, todo "Eu te amo" no final de cada ligação é um grito de cada célula do meu organismo (um pouquinho de biologia pra você rir) de Homo sapiens sapiens tentando dizer o quão falta você faz.

"We ain't ever getting older" (Nós nunca vamos envelhecer) - Closer - The Chainsmonkers feat. Halsey
Eu me admiro todos os dias com a sua dedicação e determinação. Quando eu crescer eu quero ser igual a você! HEHE. Você aprendeu um pouco de Holandês para entender um filme que não achávamos legendado, viu outro filme em Russo com legenda em Polonês, porque tinha seus atores favoritos. Você aprendeu a cantar músicas em Holandês (e a escrever também), Coreano, Espanhol e claro, o inglês, mas nesse você logo menos vai estar fluente. Você vai - numa mesma playlist -  do pop "mais refinado"  ao funk mais dançante, passando por um breve nacional, uma variação linguística, vários estilos e encerra com uma eletrônica só pra fechar a conta do dia. Senhorita Google, armazena informações, dados, definições nessa cabecinha e não pra se exibir, mas pra esclarecer os demais, fornece a quem precisar qualquer um deles. Ah! Cabe em você essa força de vontade, que ninguém jamais vai tirar. E mais uma vez, a sua sensibilidade.

Falar da sua sensibilidade é extremamente importante. Não to falando do fato de você ser uma manteiga derretida e chorar em todos os filmes (e por tudo), mas de como você é disponível para as pessoa que você ama, como você se permite sentir tudo que chega a você de forma intensa, como você ama de uma maneira imensurável, como você cuida com todo seu coração, como você cativa sem nem saber, como você dá sem esperar a reciprocidade. A sua sensibilidade é bela, gigante e altamente você.

"Hey sister, know the water's sweet / But blood is thicker / Oh, if the sky comes falling down, for you / There's nothing in this world I wouldn't do"
(AVICII - Hey Brother)

(Ei irmã, saiba que há muitas amizades / Mas nosso laço é mais forte / Ah, se o céu vier caindo em você / Não há nada neste mundo que eu não faria )

Mas, voltando a NÓS. É uma alegria saber que tenho você ao meu lado pra tudo. TUDO. Para curtir a vida, pra rir, para surtar por line-ups, pra dividir musica, pra cantar loucamente como se não tivesse amanhã: BOOMBAYAH! Dançar com muita alegria The Chainsmokers (DNCE,AVICII) juntas e fazer planos futuros para daqui 4 anos quando finalmente chegar sua maior idade e dominarmos o mundo juntas MUAHAHAHAHA.



Não cabe dentro do meu coração a saudade que eu sinto de você todos os dias, a saudade de te perturbar e de te pedir beijos e abraçar te esmagando e te encher de cosquinhas depois. Eu sinto saudades de te perguntar dos namoradinhos imaginários e ver a sua cara de "aff" para mim. Não posso deixar de dizer publicamente o quanto eu sinto falta das nossas guerras de almofadas.

Eu tenho tanta coisa dentro de mim sobre você que chega até transbordar e muito me faltam palavras para dizer, porque nós somos olhar, tato, coração, emoção, opostas, união, amor e vida. Somos tudo isso (e muito mais.).

Queria algo especial e diferente para o dia de hoje, poderia falar de lembranças e mais lembranças, mas resolvi transbordar um pouco de nós aqui, nesse cantinho tão meu, que sempre tem um pedaço seu. Todas as alegrias do mundo na sua vida, todas as coisas que te façam bem, toda a paz que te pertence. Que todos os dias sejam cercadas por seu riso gostoso e essa alegria que você carrega no nome e na vida. Eu te amo infinito!

Esse é meu feliz aniversário para a melhor irmã do mundo. Aliás, sabe como seria minha vida sem você? Não seria vida!


Parabéns, Morena Pequena ♥

Ps: Eu te Amo e por favor não me mata ♥

Ps 2: Se você ficou curioso pra saber qual é o filme do começo do texto, estou falando do "Achtste groepers huilen niet", mas aqui para nós brasileiros que não falamos Holandês, achamos o filme como O Jogo da Vida.

Ps 3: Ela está fazendo 14 anos, eu sou a mais velha.

Nenhum comentário:

Postar um comentário