Novos ciclos, novos momentos

Faz dois meses mais ou menos que eu entrei em um momento introspectivo de reflexão e conexão comigo mesma. Esse ano muitas coisas estão acontecendo e mudando na minha vida e eu comecei a
me afogar em meio a esse mar caótico.

Essa foto é um registro de um dos momentos que eu tomei decisões sobre meu caminho. Ela é importante pra mim e quis compartilhar com você. 
A pergunta que norteou a minha trajetória - e que sei que ferve na cabeça de cada um de nós, quando estamos em tempos de mudança - foi: O que eu vou fazer agora?

Eu cheguei no ano da formatura da faculdade, ano do TCC, ano de encerramento do contrato de estágio e nos meus mais detalhados planos já era para eu estar com meu apartamento comprado e um carro na garagem. É, a Luiza de 15 anos realmente chegou acreditar que isso seria possivel.

Hoje, eu me encontro sem emprego, contrato de estágio terminado, faculdade e TCC acabam em 6
meses, mas com uma lista enorme de sonhos para realizar.

Nesse tempo desligada do mundo, eu precisei encontrar dentro de mim aquilo que eu acredito e faz sentido e colocar isso como um norte, aquele letreiro luminoso gritante que quase cega pra chamar sua atenção na rua. O passo seguinte foi entender tudo aquilo que eu vivi, agradecer e pontuar tudo o que eu aprendi, onde errei e o que eu queria melhorar. Por ultimo foi criar um plano de ação e esse sim foi difícil de fazer. 

O melhor jeito de fazer esse plano de ação é de trás pra frente: coloca primeiro onde você quer chegar e depois vai desenhando o caminho que você precisa tomar para chegar lá. Aprendi isso em um curso maravilhoso que fiz uma vez e tento colocar em pratica sempre que preciso me reorganizar.

Por quê eu to falando tudo isso? Porquê senti a necessidade de compartilhar com o mundo que nem sempre a gente sabe, que precisamos sempre resgatar aquilo que nos é importante, aquilo que é prioridade. Entender o que acreditamos e como nos encaixamos é fundamental para construir planos sólidos. Eu precisei desse tempo para respirar aliviada e começar a fazer os planos pós faculdade. É uma sensação incrível. 

Esse post é mais um registro pra esse novo ciclo que se inicia e para lembrar todos vocês que estão lendo que: Tá tudo bem, vai dar tudo certo! Mesmo se você for alguém ansioso como eu.

Se você estiver se sentindo longe de você mesmo, para tudo o que você estiver fazendo, sai do piloto automático e se reconecte contigo mesmo. Você vai se sentir afundando, mas vai bater o pé no fundo e subir até a superfície e respirar aliviado.

Qualquer coisa, tamo ai!

Até o próximo post,

-Luiza Melo

Nenhum comentário:

Postar um comentário