#Rabiscos: Aos amigos

Aos amigos, 

Faz um tempo que eu venho pensando em como são as coisas na vida, mais especificamente no setor das amizades. Nós passamos por vários ciclos, neles encontramos pessoas que não fazem muito volume, pessoas que estão de passagem nas nossas vidas e pessoas que veem para ficar. Seja quem for essa pessoa, acredite, ela estar ali é importante. 



Se ela for a pessoa que ficou, vai estar com você me momentos que você nem imagina. Seja ajudar numa faxina, curtir uma festa, ser um ombro amigo, ou simplesmente ficar em silencio vendo o sol nascer em algum lugar por ai. Ficar é sempre uma opção, você pode escolher ir a qualquer momento. Não precisa dizer nada, é simples, é fácil. Ficar requer coragem, força, confiança, cumplicidade. Mas há algo muito importante de ser registrado: ficar não é estar fisicamente ali. Ficar é se fazer presente, mesmo estando do outro lado do mundo, em marte talvez. 

A passageira, ela marca. Ela vem, bagunça algumas coisas, coloca outras no lugar. Tira uma foto, coloca no porta retrato, te dá para colocar na sua estante e vai. Vai porque a vida cobra ela de ir. Vai, mas pretende voltar lá na frente (as vezes sem saber). Ou só vai. A marca que fica é fundamental, seja qual for ela, vai te ensinar, vai te fazer lembrar e muitas vezes vai te fazer sorrir, mesmo sem estar mais lá. As vezes, você vai se perguntar porque foi, vai pedir para voltar e vai entender que aquele ciclo se fechou, mas nada impede de um novo começar e você mandar um convite para ela ficar. 

O volume. Ele faz presença física, enche o salão, aumenta  os ruídos que te enchem o ouvido e dificulta ouvir com clareza, te espremem num cantinho quando você só queria dançar. O volume é fundamental. Ele é o que está ali, apenas por estar, mas é graças a eles que encontramos o passageiro e o que ficou. É o volume que permite você enxergar a luz que vai brilhar no seu caminho, marcar, ficar. É naquele aglomerado de pessoas "sem graça", que você encontra aqueles que combinam e estavam faltando. 

É assim que funciona com os amigos. A cada ciclo novo, encontramos pessoas que vão só encher o salão, pessoas que vão parar e fazer dancinha com você no meio da pista e pessoas que vão ficar para ver o sol nascer. É assim que hoje, dia do amigo, eu venho comemorar aos amigos que passaram e deixaram suas marcas ( que eu guardo todas com muito carinho) e aqueles que ficaram estando aqui e estando longe. 



Mudei de cidade e vários amigos também devido a faculdade e outros motivos da vida, se encontrar se torna cada vez mais difícil. Aquela reunião de amigos é quase impossível, é difícil encaixar todas as agendas, as férias nem sempre são nos mesmos períodos, as conversas são mais curtas, mas o carinho sempre ali. Cada um em seu canto, mas todos ficamos. Em How I Met Your Mother, o Barney diz a minha fala/quote favorito da série toda: 

"Não importa o que você faça na vida. Não vai ser lendário, a menos que os seus amigos estejam lá para ver."
É a alegria de ter com quem compartilhar, de dividir. É saber que estarão lá para as vitórias, derrotas, para quando o Crush fizer a gente de trouxa, para rebolar a noite toda, para o nervoso pré prova, para segurar a barra, para rir das bagunças da vida, para dividir opiniões, discutir e amar.



Esse textão/post é para agradecer a todos os que passaram e deixaram suas marcas, para aqueles que ficaram e estão por ai, por aqui. Obrigada por abrilhantarem a minha vida e por estarem em todos os momentos. Independente do ciclo, do tempo, dos caminhos: Obrigada por ficar. 

Com amor e carinho

Luiza Melo <3

PS: As imagens são SIM de How I Met Your Mother, porque foi uma série indicada por amigos queridos, que fala de amizade e que me ensinou muito sobre a amizade. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário