"ARRASEM!"



É sempre a mesma coisa (e se não for, tem algo errado!): Frio na barriga, coração a mil, segurar as lágrimas pra não chorar, dar as mãos e agradecer, dar as mãos  e transmitir toda energia positiva e união. Se concentrar. 

São três sinais antes das cortinas abrirem e a mágica começar. Toca o primeiro e com ele vem as últimas instruções.  "Soltem a voz", "Sexta posição", "Lembrem de ficar no meio do linólio", "ARRASEM!".

Segundo sinal e as mãos se unem, cada um ali consigo mesmo, ao mesmo tempo que com todos. Uma oração - independente de religião - e o caminho que foi percorrido para chegar ali passa como um filme rápido na cabeça.  "Eu preciso de você" e precisei há sei meses atrás no nosso primeiro ensaio. Precisei em todas as vezes que por um vacilo pensei em deixar o processo, precisei pra saber se estava certo, precisei pra tirar dúvida sobre um passo ou uma entrada. Precisei de cada um de vocês para comemorar cada acerto.

As mãos se apertam, aquele filme mental acaba e as palavras da nossa oração vão entrando direto no coração. Faço questão de olhar no olho de cada um de vocês e agradecer a Deus pela chance de estarmos juntos ali. Amém? Não o que "leigos" conhecem, mas aquele da língua oficial dos atores: MERDA!

Vamos pra coxia e terceiro sinal. Agora aquela oração individual, o momento no qual todos os corações batem juntos como se fossem uma orquestra... no nosso caso, junto com a orquestra. Respire fundo. E as cortinas se abrem. Que comece o espetáculo. 

Uma correria para dar tudo certo, números belíssimos e aplausos. É olho no olho. É nós e platéia. É coração que faz mágica, são pares de olhos que sorriem deslumbrados.  Uma história está sendo contada, uma vida tá sendo mudada. Afinal, somos atores, é isso que fazemos.

A última música começa a tocar. Hora de agradecer. Estão todos de pé. Aplausos. Se observamos, podemos ver algumas lagrimas além de sorrisos. Emoção. Nos curvamos, agradecendo ao público. Confesso que não consegui segurar minha emoção e chorei. Chorei agradecida por tudo o que vivemos para chegarmos ali. Obrigada. 

Fizemos uma estréia com a casa cheia de crianças. O ser mais puro que tem é a criança.É sincero e verdadeiro. E ver todas aquelas pessoinhas felizes e encantados com o mundo mágico que apresentamos. Teve ansiedade, nervos a flor da pele, borboletas na barriga, sorriso escancarado no rosto. Parabéns elenco.

No total, foram seis meses juntos de muito aprendizado, choros e sorrisos. Amizades criadas, união formada, palavras tatuadas no coração. Algo tão nosso que... me faltam palavras para explicar ao mundo. Elenco, equipe criativa, equipe técnica, maestro, orquestra, público. Obrigada. 

Nesse final de semana, dias 27 e 28 de fevereiro ás 19:30 na Estação Cultura em Campinas, você pode sentir essa emoção - que eu mal consigo descrever - e assistir ao musical A Bela e a Fera com a Orquestra Sinfônica de Campinas. Está mágico! O evento (Clique aqui) tem maiores informações, mas vale dizer que o evento é gratuito!  Só pra deixar vocês com um gostinho de "Eu quero!", assistam a nossa chamada! 




Ah! E a Gabriela Nogueira, que é uma das nossas Belas fez um post no blog dela (Clique aqui) que vale super apena vocês lerem e verem um outro lado de fazer parte disso. Quando tudo isso - infelizmente - acabar eu venho contar mais detalhes desde o processo até o ultimo dia de apresentação pra vocês e varias outras coisas que me fazem amar o mundo do teatro. 

OBRIGADA ELENCO E EQUIPE. 

Espero vocês na Estação Cultura! 


- Luiza Melo

Nenhum comentário:

Postar um comentário